Casa > Fantasia > Vampiros > Paranormal > Morto até escuro Reveja

Morto até escuro

Dead Until Dark
Por Charlaine Harris
Avaliações: 28 | Classificação geral: média
Excelente
6
Boa
7
Média
6
Mau
4
Horrível
5
Sookie Stackhouse é apenas uma pequena garçonete de coquetel na pequena cidade da Louisiana. Até o vampiro de seus sonhos entrar em sua vida - e um de seus colegas de trabalho verificar ... Talvez ter um vampiro como namorado não seja uma idéia tão brilhante.

Avaliações

Comentário deixado em 05/18/2020
Cataldo Fewless

Depois de ler uma sucessão de livros mais sérios, senti a necessidade de ler algo leve e inútil. Como descobri ao ler este livro, você deve ter cuidado com o que deseja. Leve? Sim. Inútil? Ai sim. Ah sim, sim, sim. Mas não no bom sentido - apenas lixo, lixo, lixo.

É difícil dizer o que eu não gostei mais sobre este livro - a escrita sofística ou a persona irritante, insípida, bidimensional, arlequim, arlequim-romance-heroína-impotente de Sookie Stackhouse. Sookie é uma médium, e esse fato é usado para explicar tudo, desde o fato de ela não ter se saído bem na escola e se tornar uma garçonete de garçons, o motivo pelo qual ela passa todo o tempo livre tomando banho de sol até o porquê de não poder ver uma situação obviamente perigosa até ela está com seus olhos nela. No entanto, ela não explica por que ela tem um senso de vestido tão ruim (vestido de mini jumper de jeans com presilha de cabelo de bandana amarela para impressionar o vampiro que vem jantar; vestido de noite de Tweety Bird que o deixa louco de desejo) ou por que ela a ingenuidade vem e vai como uma erupção cutânea - às vezes ela está muito confiante em sua atratividade sexual (usando salto alto vermelho "fode-me", etc) e outras vezes se perguntando o que Bill o vampiro e todos os outros homens da Louisiana poderiam ver em " Eu olei-me ".

As cenas de sexo são escandalosamente ruins ou tediosas. Depois de ler as duas, eu só tinha que pular algumas páginas a qualquer momento, o sexo com Sookie parecia que iria criar sua cabeça feia e mal escrita.

Eu sei que muitas pessoas gostaram desta série e devoraram todos os livros escritos por Charlaine Harris. Ao ler outras resenhas, parece ser um livro muito polarizador. Quanto a mim, eu mal conseguia sufocar este e procurarei satisfazer meus apetites literários em outros lugares.

3/28/10 - Depois de assistir aos dois primeiros episódios da série da HBO "True Blood", agora posso entender por que as pessoas baniram essa série de livros. O programa (o que eu vi até agora) é excepcionalmente bom, graças a um ótimo elenco e aos talentos de Alan Ball, que transformou a orelha de uma porca em uma bolsa de seda. Eu posso ver como um leitor poderia apreciar os livros se eles tivessem visto pelo menos algumas das séries primeiro e tivessem isso em mente enquanto liam a prosa menos que estelar de Charlaine Harris. Infelizmente, esse não foi o meu caso - e enquanto eu não estiver mais lendo esses livros, continuarei gostando do show!
Comentário deixado em 05/18/2020
Joye Frase

(C +) 67% | Quase satisfatório
notas: Seus personagens coadjuvantes são planos e desinteressantes, o enredo é banal e a mitologia não é explorada em seu potencial.
Comentário deixado em 05/18/2020
Josh Truog

O primeiro livro da série Sookie Stackhouse.

Confesso - peguei isso na livraria por alguns motivos:
1. A capa era brilhante e eu gostei da arte.
2. Vampiros! Depois de passar uma grande parte da minha juventude, esperando que os vampiros nos romances de Anne Rice batessem na minha janela tarde da noite (cale a boca, como você não fez ???). Eu estava procurando o próximo Brad Pitt com presas. (cale a boca, como se você não fosse ???)

E sim Isso foi o suficiente. Brilhos e vampiros - VENDIDOS.

Abri o livro e meio que me arrependi e pensei - Bem, é isso que você ganha! O personagem principal é chamado (O QUE ???) Sookie Stackhouse? E ela é loira e garçonete de um bar e gosta de exibir suas roupas apertadas e se bronzear no gramado de biquíni. Hu.

Mas eu Nunca quase nunca para de ler um livro depois que começo, então corroi adiante. E de repente parei de rir e as páginas começaram a virar e me vi pensando no livro quando não estava lendo e me perguntando o quão rápido eu poderia conseguir o próximo livro ....

Tão feliz que houvesse brilhos na capa deste livro. Tão muito, muito feliz.
Comentário deixado em 05/18/2020
Fishbein Helena


Comecei a ler esta série porque estava assistindo True Blood e desenvolvia uma ligeira obsessão por Eric. Desde então, os livros se tornaram um prazer absolutamente culpado meu. Eles não são os melhores escritos e, ocasionalmente, recebemos um pouco demais daquilo que não ligamos (ex. Fadas e shifters), mas em meio aos mistérios quentes de sexo e assassinato de vampiros ... quem realmente percebe isso de qualquer maneira?

A maioria dos personagens tem qualidades irritantes e redentoras, mas isso é bom - nunca gostei do herói / heroína que eu não posso fazer nada errado. Além disso, Eric é quente... eu já disse isso?

Se você está procurando uma experiência de mudança de vida, tente A História da Aia, mas se você quiser algo leve, estilo iluminado e sexy também, Sookie Stackhouse e sua alegre banda de criaturas sobrenaturais aleatórias estão onde estão. Isso provavelmente soou como um anúncio promocional brega, mas que diabos.
Comentário deixado em 05/18/2020
Joses Velaram

Não me lembro se comecei os livros antes do show ou comecei os livros depois de ficar obcecado com o show. Mas quem realmente se importa! Eu amei este mundo e ainda amo!



Mel ???
Comentário deixado em 05/18/2020
Ledeen Lavilla

Stephenie Meyer não sabe nada dessa mulher (... eufemismo!). Harris tem em um dedo mindinho todo o talento do truque mencionado, e sua enorme base de fãs deve tomar nota. "Dead Before Dark" é um dedo médio alto para todos aqueles que amam profundamente (e, portanto, aqueles com gostos questionáveis) da série "Twilight".

Este livro me lembra que nem toda ficção precisa ser poesia. Este tem uma trama clara, une todas as pontas soltas. É fascinante, viciante, tudo o que se quer no romance de bolso PERFECT. Se eu soubesse disso antes da série da HBO "True Blood" (na qual este livro, livro 1, é baseado), eu definitivamente assistiria a série, mas isso ocorreu vice-versa. A série explora personagens, tem mais sexo e violência (duh, HBO), mas não toca o mesmo terreno que este esconde inteligentemente dentro de seu primeiro verso iluminado por lixo.

Sookie é a Everygirl, inteligente, perdida, apaixonada, encontrada, assustada, mas curiosa e corajosa. Bill, o Vampiro, carece da Lestatness daqueles que vieram depois do romance de Anne Rice, mas tudo bem. Pelo menos ele não é unidimensional como Edward Cullen.

Todos aqui, ao que parece, têm segredos. O tema.

Existem habitantes sombrios do mundo, alguns não precisam ser vampiros ou metamorfos, mas humanos com falhas profundas. Uma vez resolvido o mistério (resolvi este caminho antes do clímax), esse tema vem à tona. Eu gostaria de ser um escritor, importante, como Charlaine Harris.
Comentário deixado em 05/18/2020
Clein Martling

Dezembro de 2014, companheiro de leitura com cheio de conchas, Carole, Evgeny, Karly, Jess, Allison, Catherine Monty Cupcake.

DNF a 50%

Sookie, Sookie, Sookie. Por causa de você, a maioria dos meus amigos me odeia ou pensa que sou uma aberração total. Eles acham que você é peculiar, acho que você é bobo. Eles acham que sua história é melhor do que doce, acho que ela é a mais desinteressante de todos os tempos.

Desculpe pessoal, acho que esse comentário não vai dar certo.



Recentemente me disseram que eu era esquisito e um cínico impaciente e de coração frio (você sabe quem são as pessoas! ^^). Culpado como cobrado. O que pode explicar em parte por que eu não gostei disso. Chick lit atende PNR ruim, como escrito por um jovem de 17 anos claramente não sou eu.



A história?

Desinteressante, na melhor das hipóteses. Além disso? Chato até a morte. Há muito o que posso ler sobre a vida cotidiana de Sookie: tomar banho, depilar as pernas, arrancar as sobrancelhas, colocar loção para o corpo e desodorante ... Sério? Arrrgggghhhhhh !!!!! Alguém por favor atire em mim! Ah, mas espere, também descobrimos coisas fascinantes, como o trabalho dela no bar ou Hábitos de compras de Bill: ele recebe seus "Dockers cáqui, camisa de golfe listrada verde e marrom, mocassins polidos e meias marrons finas" da Dillard's, você vê. Coisas fascinantes, eu lhe digo! E não me fale dos problemas de próstata do tio Bartlett. Espere, espere, espere! Finalmente algo está prestes a acontecer! Opa, desculpe, é apenas Sookie trabalhando novamente. E continua e continua e continua ...



Agora, para as coisas brega.

# 1 Sookie e Bill se conhecem há cerca de 5 segundos e eles já estão passeando de mãos dadas como dois periquitos. Ok, é um pouco bobo, mas eu posso lidar com isso.

#2 "Seu vestido é da cor dos seus olhos." Por favor, diga-me que não acabei de ler isso.

#3 "Seus olhos olhavam para o meu corpo como se fosse um copo de água em uma duna do deserto." Alguém por favor atire em mim. Novamente.

E continua e continua e continua ... Eu sinto Muito. Mushy não sou eu.

E piegas também não é sexy. Porque Sookie e Bill beijar e fazer sexo é o mais sexy possível. De que são feitas essas pessoas? Pedra? Cartão? Eu acho que nunca li isso cenas de sexo chatas, desinteressantes, ridículas e mal escritas. Mas aparentemente Sookie não percebe porque ela é "voando, voando, vendo branco com listras douradas" {insira os principais olhos aqui}.



Desculpe pessoal, ainda não terminei.

Recorrido # 1: Sookie
"Eu sou loira, de olhos azuis e vinte e cinco, e minhas pernas são fortes e meu peito é substancial, e eu tenho uma cintura cheia de curvas." Você está brincando comigo? Escusado será dizer que Sookie e eu começamos mal. E tudo desceu a partir daí. A garota é boba, imatura e excessivamente ingênua. Entendo que ela deveria ter sido protegida a vida toda, mas isso é demais. A garota deveria ter 25 anos, não 15. Para piorar as coisas, ela é tão emocional quanto uma pedra. Eu já disse isso? Ah bem.

Réu nº 2: projeto de lei
O vampiro mais chato de todos os tempos? Você acertou! Eu nunca fui um grande fã de vampiros, mas esse cara dá a palavra maçante toda uma nova dimensão. O que com o seu festa de piedade constante, maneiras brega, querendo se acalmar, não querendo beber sangue de humanos ... Obtenha uma vida Bill! Uma verdadeira vida de vampiro durona! Para piorar as coisas, ele é tão emocional quanto uma pedra. Eu já disse isso? Ah bem.

Pensar que alguém me vendeu essa série (sim cheio de conchasestou falando de você) com imagens como esta:



E eu tenho o Bill Chato em vez disso? Eu não estou satisfeito.



Isso não é fantasia urbana, é fantasia chata.

Até agora eu acho que todos vocês percebem Eu não gostei um pouco deste livro. Mas eu sou uma garota legal, não quero dizer mal nenhum. Então, por favor, não comece a me deixar hostil ainda, pessoal! Amo todos vocês e prometo me comportar a partir de agora!
Comentário deixado em 05/18/2020
Amii Granath

Suspiro. Eu tentei dar uma chance justa a isso, eu realmente fiz. Entrei esperançoso, apesar de outras críticas negativas que li, porque gostei bastante do piloto por True Blood, a nova série da HBO baseada nesses livros. escuro, no entanto, perde pontos imediatamente porque os dois personagens mais interessantes do show - a melhor amiga irritadiça de Sookie, Tara, e Lafayette, a fabulosa (em todos os sentidos da palavra) chef no bar onde Sookie trabalha - ou completamente não ' existem ou têm apenas o menor dos papéis, respectivamente. Coxo. Ainda assim, acho a premissa básica que Harris inventou intrigante: neste mundo, os vampiros saíram do caixão e são de conhecimento público; eles podem beber sangue sintético fabricado no Japão e têm direitos humanos básicos. (No programa eu acredito que eles ainda estão trabalhar em relação a esses direitos, mas ainda não foi totalmente esclarecido.) Essa é uma idéia que parece rica em significado simbólico que, se tratada corretamente, pode ser realmente fascinante.

Em vez disso, como Harris lida com isso, é apenas mais um romance chato entre um macho alfa poderoso e possessivo e sua frágil mulher humana que precisa de sua proteção. Sookie não é, para ser justo, tão desamparada e irremediavelmente devotada ao seu homem quanto Bella Crepúsculo Swan é, mas a dinâmica básica de poder entre ela e Vampire Bill ainda é incrivelmente chato. Em geral, como casal, eles são chatos. Portanto, há essa tontura - ruim o suficiente - que Harris passa a combinar com vários tremores de pura loucura. Sookie reage completamente a coisas incrivelmente traumatizantes, como acordar com um cambiaformas nu na cama ou o assassinato de um ente querido. Ela acredita que o PR que o vampirismo é um vírus e é realmente surpreso quando alguém ressalta que isso não faz sentido, considerando que metamorfos e telepatia também existem, e, você sabe, os vampiros podem voar. Apesar de ser telepático, Sookie só é capaz de resolver o mistério tão complicado quando o assassino a ataca. (Útil!) Ah, e Elvis aparece. Eu não estou brincando.

Eu gostaria de estar, no entanto. Eu também gostaria de estar errado quando digo que posso prever exatamente como será o restante desta série, com Sookie, como uma Anita Blake menos lubrificada, lutando contra o afeto de dois (ou mais!) Homens e incapaz de faça sua maldita mente. Ambos os homens vão dedicar suas (in) vidas para protegê-la, e Sookie dirá: “Deus! Sou uma mulher crescida, posso me cuidar! Não preciso que você me proteja! ”- e então, instantaneamente, preciso deles para protegê-la. E então Kurt Cobain e Jimmy Hoffa vão aparecer com o Vampiro Elvis.

Da UM tempo. Só espero que o programa avance para um terreno mais interessante, porque, lendo este livro, tudo o que eu conseguia pensar era: estive lá, fiz isso, tenho as marcas ruins de presas.
Comentário deixado em 05/18/2020
Suelo Oestmann

Eu nunca tinha ouvido falar desses livros até alguns meses atrás e, como sempre, uma vez que uma pessoa os recomenda, todo mundo parece estar falando sobre eles, você os vê em todos os lugares e fica curioso. Eles estão na seção de fantasia, embora, por algum motivo bizarro, eu tenha a impressão, a princípio, de que eles eram jovens e bobo. Eles são divertidos, mas definitivamente são para adultos. O estilo vampiro / mistério me lembra o livro de Anita Blake que li, o primeiro, que foi horrível (não posso dizer isso várias vezes) - as semelhanças não são óbvias nem nada, mas talvez porque Morto até escuro não é romance paranormal, e não é como The Turning ou os livros da Irmandade da Adaga Negra, Anita Blake é a comparação mais próxima.

Ah, mas este livro é muuuuito melhor! Depois de um começo um pouco difícil, em que a escrita me confundiu um pouco (algo que também me lembrou Prazeres culpados, talvez injustamente), a história realmente continua e de maneiras novas e surpreendentes.

Sookie Stackhouse é garçonete em um bar em Bon Temps, na Louisiana. Ela tem o que chama de deficiência: ela pode ler mentes. Ela passou a vida jovem tentando se proteger do balbuciar dos pensamentos de outras pessoas e, devido ao nível de concentração necessário, ela nunca se saiu particularmente bem na escola e nunca foi para a universidade. Mas ela gosta de trabalhar na Merlotte's, gosta de morar com sua avó desde que seus pais morreram, mesmo que ela não possa ter um relacionamento - não seria divertido ouvir o que um homem pensava de você enquanto era "íntimo", não é?

Ela também é fascinada por vampiros e espera encontrar um desde que "saíram do caixão", por assim dizer, e se tornaram cidadãos legais. Uma noite, seu desejo se torna realidade: um vampiro chamado Bill (!) Entra na casa de Merlotte e, com alegria de alegria, sua mente fica em silêncio. Ela não consegue ouvir nada. Finalmente, um homem - um homem morto-vivo, é verdade - com quem ela pode relaxar.

Mas enquanto Sookie e Bill estão tentando ter um relacionamento normal, mulheres da classe trabalhadora estão sendo assassinadas na área e, embora a princípio pareça um trabalho de vampiro, logo a polícia está olhando para o irmão mulherengo de Sookie, Jason. Além disso, o vampiro mais poderoso (e lindo) da região, Eric, está de olho em Sookie e na habilidade dela para seus próprios usos.

Morto até escuro é uma ótima mistura de fantasia e mistério urbanos, e o lado do crime da história não me incomodou nem um pouco. Eu amei Bill, ele era meio adorável, além de um pouco imprevisível e assustador (muito bom), e enquanto eu não entendia todos as expressões que eu já vi filmes suficientes no sul dos EUA afirmam que eu podia imaginar pessoas, lugares e cultura razoavelmente bem. O livro poderia ter feito uma melhor leitura de provas para capturar todas as preposições ausentes e, a certa altura, uma maneira interessante de soletrar "tez". Houve também algumas vezes em que Sookie, que narra, está refletindo sobre algo e depois outros personagens respondem - isso me assustou porque não estava tão claro que ela expressou seus pensamentos.

Sookie é uma grande protagonista, animada, impetuosa, peculiar e forte sem ser teimosa e mal-intencionada, e sua telepatia a torna especialmente interessante. Ela é definitivamente uma das melhores heroínas dos romances de vampiro que eu já vi até hoje. Eu também amei Sam, e Dean foi ótimo! Ah, e a coisa de Elvis também era engraçada, embora eu demorasse um pouco a entender. De qualquer forma, se os livros de vampiros não são a sua xícara de chá habitual, você pode tentar esta série porque é muito agradável e de ritmo acelerado, mas com bons momentos lentos em que você desfruta e entende os personagens (tão bom desenvolvimento de personagens, sempre importante). Então eu acho que isso significa que estou entrando no movimento da Sookie Stackhouse?
Comentário deixado em 05/18/2020
Ricoriki Todd

O programa de televisão True Blood era melhor que isso em todos os sentidos; o transcendeu completamente. Bem, pelo menos, antes que a quarta temporada chegasse e a escrita chegasse ao banheiro. Mas isso é uma questão completamente separada. O programa pegou o livro de Charlaine Harris e tornou a história melhor; tornou sexy e assustador. Mas não vamos esquecer que sem isso não haveria nenhum show.

Então, os fãs do programa de televisão devem muito a Charlaine Harris. Sua escrita para mim, no entanto, pode ser resumida em uma palavra: morna. Ela tem os personagens e algumas idéias fortes, mas simplesmente não pode inserir vida em sua prosa. Onde estava o fator de choque? Onde estavam as emoções baratas e o melodrama? Normalmente eu criticaria um livro por tê-los, mas este precisava deles desesperadamente! Não achei essa história remotamente emocionante; não tinha senso de vontade e, novamente, não tinha o apelo sexual do programa de televisão. Talvez eu tenha gostado um pouco mais se tivesse lido antes de ver todo o sangue e drama na tela. Quem sabe? De qualquer maneira, isso simplesmente não atingiu a marca.

Não há atmosfera

Television Bill era um pouco enigmático, pelo menos, ele estava no começo. Ele aparece como um homem pensativo, perturbado por seu passado e sua natureza violenta. Aqui, porém, ele é um pouco chato. Ele realmente não tem muito sobre ele. Ele parecia mais nerd de computador que soldado de vampiros. Os escritores do show, inegavelmente, pegaram seu personagem e o tornaram melhor; eles o tornaram interessante e desonesto. Alguns super fãs provavelmente vão discordar de mim. Mas pergunte a si mesmo, qual Bill é mais interessante de ouvir? Qual deles você prefere virar no bar e churrasqueira do Merlot, dando-lhe os olhos e as presas? Ele carregava consigo uma história sombria, uma que o programa lentamente retrocedeu.

Depois, há a falta de antagonista. Claro, há um misterioso serial killer por aí esfaqueando pessoas até a morte. Mas, finalmente, ele foi tratado com bastante facilidade. Novamente, para comparar isso com o programa, a primeira temporada sombreia Eric como uma espécie de bandido. Foi muito mais divertido! Eu li muito mais além do que este livro da série. No meio da adolescência, consegui passar pela maioria deles e realmente não gostei de nenhum deles. Não sei por que continuei lendo-os para ser honesto; provavelmente foi devido à falta de material de leitura e fundos para comprar algo melhor.

True Blood está longe de ser o pico da arte televisiva; no entanto, pode ser apreciado pelo que é: um romance de fantasia sombrio e misterioso que retrata personagens estranhos e maravilhosos que lutam por suas vidas fodidas. Esta aqui é a história de apenas Sookie Stackhouse, enquanto True Blood se expande nos personagens secundários e os expulsa; eles foram os que fazem isso divertido. Sookie é simplesmente monótona, sua vida é monótona e este livro é monótono. Mesmo depois de todos esses anos, ainda posso provar a suavidade da escrita. Se meu eu de dezessete anos, um eu que tinha lido menos de vinte livros em sua vida, odiava isso, eu temia pensar em como reagiria a ele agora se estivesse lendo pela primeira vez.
Comentário deixado em 05/18/2020
Raouf Rybacki

Eu poderia ter gostado mais se Sookie fosse um pouco mais compreensível. Em um romance paranormal, o leitor deve ser capaz de se projetar no personagem principal, certo? Quero dizer, fingimos que esse não é o ponto, mas isso é meio que realmente o ponto.
Mas Sookie é tão emocionalmente distante e na metade do tempo eu nem sei dizer se ela está feliz ou triste ou com raiva ou o quê. Suas motivações são difíceis de decifrar do texto.

Talvez eu tenha julgado mal a intenção do livro; talvez tenha sido escrito mais como um mistério de assassinato do que um filme de PNR. Mas, tendo assistido True Blood antes de iniciar esta série, minhas expectativas eram de vapor e drama com um pouco de mistério picante misturado. Fiquei um pouco decepcionado.

No entanto, eu ainda estou lutando com a série porque ESTE

MMMMmmmmmmmm. Quero conhecer a versão de Eric Northman de Charlaine.
Comentário deixado em 05/18/2020
Hitchcock Papageorge

*** 3.44 ***

Um amigo leu com o pessoal @ FBR ...

Finalmente consegui ler um livro que está no meu TBR há muitos, muitos anos. Eu possuo a série completa e tenho pensado em começar, apenas toda vez que me distraio com algo mais novo e brilhante, portanto, tenho que agradecer à FBR por ter uma leitura agendada, porque tenho a sensação de que não a consegui. agora, eu nunca teria ...

"..." Isso era algo bastante exótico para uma garçonete telepática do norte da Louisiana. " ... "

Esta foi uma leitura curta e rápida, que data um pouco, mas ainda oferece bastante entretenimento para valer o tempo. Sookie é garçonete em uma pequena cidade da Louisiana, que por acaso é uma telepata que tenta valentemente proteger sua mente de todos os pensamentos que outras pessoas projetam. Claro, sua "incapacidade" faz dela a garota estranha da cidade, e quando ela conhece o primeiro vampiro a tentar se estabelecer abertamente no bairro, ela sente que pode se relacionar com ele como alguém de fora ... Bônus, ele é gostoso e ela não consegue ler seus pensamentos, assim ele se torna como uma catnip para um gatinho para ela. À medida que se conhecem, assassinatos estranhos infligem o município, raiva e desconfiança contra o vampiro simpático, seu nome é Bill, a propósito, cresce, enquanto a suspeita contra o irmão de Sookie também encontra fundações.

"..." O mundo parecia um lugar ruim e terrível, todos os seus habitantes suspeitam, e eu o cordeiro
vagando pelo vale da morte com um sino no meu pescoço. ”..."


Estou ciente de que houve uma série da HBO baseada nessa série, mas sou da minoria que nunca a viu e nem tinha idéia dos livros. Como novato e sem expectativas, eu realmente gostei, apesar de sua simplicidade e brevidade, talvez até por causa deles. Eu senti que Sookie poderia ser um pouco irritante com sua síndrome de floco de neve e "pureza de alma", mas não era predominante e eu acho que conseguia entender que existem virgens maravilhosas de 25 anos de idade com tolerância mínima ao mau idioma enquanto trabalhavam em um país bar, mas eu pessoalmente nunca conheci nenhum ... ??????

"..." Foi uma das piadas de Deus que uma mente tão burra tivesse sido colocada em um corpo tão eloqüente. "..."

Esta é uma fantasia urbana da velha escola e será perfeita para os fãs do gênero ou para aqueles que gostariam de se familiarizar com ela. Disseram-me que é muito diferente do programa de TV, para aqueles que estariam interessados ​​por causa disso.

Agora desejo a todos uma Feliz Leitura e muitos outros livros maravilhosos por vir!
Comentário deixado em 05/18/2020
Bruner Cossin

estrelas 3.5

Este é o primeiro livro da Sookie Stackhouse Series e eu gostei, mas acho que não continuarei com esta série. Simplesmente não
realmente me excita muito. Eu acho que a principal razão é porque eu realmente não ligo muito para histórias de vampiros. Eu pensei que isso seria uma exceção, pois havia um mistério no livro, e essa foi a parte que eu gostei.

Bem-vindo à pequena cidade de Bon Temps, na Louisiana, onde uma garçonete loira de olhos azuis, de XNUMX anos chamada Sookie Stackhouse, chama de lar. Mas ela não é uma garçonete comum, ela tem uma deficiência. Ela é uma telepata. Isso torna a vida um pouco difícil para Sookie, principalmente a parte do namoro. Imagine 'ouvir' todos os pensamentos de suas datas, nem sempre uma coisa desejável, especialmente se houver alguém examinando você.

Então, um dia, um estranho chega à cidade. Ele é alto, moreno e bonito. E a melhor parte é que, ao contrário de todos os outros, Sookie não pode ouvir seus pensamentos. Mas ele não é perfeito; ele está pálido, com presas e morto. Digite Bill Compton, vampiro.

O que se segue é uma história divertida e divertida, misturando romance, mistério e vampiros, quando Sookie e Bill iniciam um relacionamento, tentam resolver uma série de assassinatos que ocorreram coincidentemente com a chegada de Bill à cidade, sem mencionar a terra de seu irmão. prisão, e também começa para ela uma nova e um tanto indesejada carreira com os vampiros da Louisiana.

É uma leitura agradável e sem esforço, um livro em que você pode se perder facilmente.
Comentário deixado em 05/18/2020
Kjersti Rediker

Eu gostei de Dead Before Dark mais do que pensei, eu só assisti a primeira temporada de True Blood e gostei muito bem, mas nunca senti vontade de assistir a outras temporadas. A primeira temporada permanece muito fiel ao livro. Eu senti falta da Tara, ela era minha personagem favorita da primeira temporada. Desde que me lembrei da primeira temporada, eu sabia quem era o assassino, mas isso não me incomodou, porque este livro era muito divertido de ler.

Como no programa, achei Sookie irritante, mas não o suficiente para diminuir o prazer do livro. Bill era tão chato no livro quanto eu me lembrava dele no programa. Espero que no próximo livro eu consiga mais Eric e talvez Bill tenha uma personalidade. O livro não teve tanto sexo quanto eu pensava, mas era tão sangrento quanto eu pensava.

Recomendado para os fãs de Laurell Hamilton e Anne Rice. Isso não é Crepúsculo, então se você gosta de seus vampiros brilhando e meditando, essa não é a série para você.

2018 Badass Books Reading Challenge: Um livro que virou programa de TV que você já viu, mas nunca leu.
Todo o ano em 52 livros: um livro escrito em perspectiva em primeira pessoa.
Desafio de maio para leitura fina: leia um livro que você pretende publicar, mas ainda não leu.
Comentário deixado em 05/18/2020
Swain Nathans

Eu definitivamente amei este livro porque é basicamente a primeira temporada recapitulada, com Soockie conhecendo Bill e sua avó morrendo, etc ...

Gostei muito deste livro e agora estou ansioso pelo segundo. Série fantástica.

Jan 9th 2020
Então esta é a segunda vez que eu leio isso e gostei tanto quanto da primeira vez. Sinceramente, esqueci o que era a metade, e fiquei agradavelmente surpreendido por parecer a primeira vez que o li, e não a segunda. Eu esqueci completamente o que aconteceu no final e foi tudo tão brilhantemente escrito. Tão sexy e angustiante ao mesmo tempo.
Comentário deixado em 05/18/2020
Tad Wahington

Uma rápida, leve e divertida fantasia urbana de leitura. Aparentemente, esta série é a base para True Blood. Como eu realmente não assisto TV, isso não significa nada para mim! Definitivamente continuará intermitentemente e verá como a série se desenrola.
Comentário deixado em 05/18/2020
Saire Kain

Primeiro, a ficção paranormal de qualquer faixa realmente não é a minha bolsa. Eu sou mais um tipo de ciência / horror, horror / suspense.

Sou um grande fã da série de televisão TRUE BLOOD. Minha esposa me levou a assistir, porque eu estava convencido de que "não poderia gostar de mais um show de beijos e vampiros". Bem, eu estava errado; Fiquei viciado na diversão excêntrica de TRUE BLOOD logo de cara.

Como sou autor e tenho grandes esperanças de ver um dos meus próprios livros se transformar em série algum dia, peguei o primeiro livro do DEXTER e DEAD UNTIL DARK para ver como os roteiristas de TV adaptaram os romances para a telinha. DEXTER me surpreendeu e ainda é considerado uma das mais brilhantes idéias de "alto conceito" da ficção de terror.

Então li MORTO ATÉ ESCURO, e você sabe o que? É fantástico. Eu preciso superar minha atitude esnobe sobre o romance paranormal, porque esta é apenas uma boa história.

Harris cria um personagem principal fantástico. Sookie Stackhouse está cheia de falhas e dúvidas e, ao mesmo tempo, está perfeitamente satisfeita em sua vida normal. Tão contente quanto possível, considerando suas habilidades telepáticas. A normalidade e as neuroses de Sookie a tornam instantaneamente "real". Eu estava com empatia por ela antes que toda essa loucura começasse, e isso me permitiu entrar na história e aceitar toda a atividade paranormal: quero dizer, não está acontecendo com algum personagem, está acontecendo com meu amigo racional Sookie, então é bom acreditar iniciar.

Conclusão: amei o livro, amei o personagem. O romance é divertido, sexy e coloca uma ótima pele em um mistério de assassinato em Down South. Não é de admirar que esta série seja tão popular.

Comentário deixado em 05/18/2020
Allene Brandy

Um grupo leu com meus amigos de GR.

Sookie Stackhouse tem uma deficiência - pelo menos ela pensa que tem uma. Ela consegue ler mentes e sempre tem que bloquear essa capacidade dela de não enlouquecer com o zumbido constante de pensamentos de todos os lugares. Ela também quer conhecer um vampiro, então quando alguém finalmente entra no bar em que trabalha como garçonete, ela literalmente pula para ele da maneira que a pobre criatura não tem chance.

Para as pessoas que leem Crepúsculo, não preciso contar mais nada, pois esse foi definitivamente um livro que inspirou fortemente Stephenie Meyer. Eu encontrei duas diferenças entre os livros. Sookie é mais elaborado que Bella Swan e, ao contrário do universo Crepúsculo, os vampiros não brilham nesta série; eles brilham.

Esta é basicamente a revisão completa. Se você gosta de Crepúsculo, esse pode ser o seu chá. Se você não o fez, ainda há esperança para você - como eu mencionei, Sookie é um personagem bastante interessante por conta própria. Há também um mistério no livro para manter as coisas mais emocionantes, mas para ser justo, ninguém se incomodou em resolvê-lo. Houve algumas tentativas fracas de fazê-lo, mas tive a sensação de que ninguém se preocupou em fazer isso com seriedade, incluindo a polícia e as pessoas cujas vidas foram afetadas por ele.

Minha opinião: um livro decente sem nada realmente extraordinário. Minha classificação é estrelas 2.5 arredondado: não quero penalizar o livro por não pertencer ao meu gênero favorito.

Esta revisão é uma cópia / pasta do meu LeafMarks: https://www.leafmarks.com/lm/#/users/...
Comentário deixado em 05/18/2020
Sternberg Ushioda

Classificação original: 5 estrelas
Nova classificação: 2 estrelas

Esta foi uma leitura do Buddy (relida para mim) com Sarah, Karly, Carole, Kristin (quando chegarmos ao livro 3), Kelly (quando chegarmos ao livro 4), Jesse Catherine.

Ok, não sei o que estava pensando quando dei 5 estrelas a este livro. Este não é um livro de 5 estrelas. Esta foi a minha quarta vez lendo isso e acho a minha última. A principal razão é: é chato. Havia muito Bill. Eu não percebi o quão aborrecido Bill era. Quero dizer, ele sempre foi super chato em comparação com Eric, mas desta vez foi um festim total para mim. (Ele prefere a música de Kenny G pelo amor de Deus!) Acho que ele disse uma vez a Sookie: "Desejo entrar em você de novo". Que bola de milho. Talvez seja para ser fofo?





Bill em excesso, ERIC NORTHMAN insuficiente. As melhores cenas do livro foram em Fangtasia e, infelizmente, isso foi apenas duas vezes nesta.



A série fica MUITO melhor quando se afasta de Bill e em direção ao ERIC.



Sookie, fora de sua telepatia, é apenas uma garçonete do sul chata que usa pinças de banana e pinheiros para um marido que um dia se juntará ao Rotary Club local e pegará leite para ela no caminho de casa para o escritório - quando o sol ainda está brilhando.



O mistério do assassinato também era bastante monótono. Mas pelo menos chegamos a conhecer Bubba neste caso!

Eu ainda recomendo alguns dos livros posteriores (mas não muito tarde porque eles ficam craptásticos no final). Isso meio que parece uma garota acesa, no entanto. Eu não tinha pensado em colocá-lo nessa categoria antes. Antes desta série, Charlaine Harris escreveu "cozies", então eu acho que a vibe de mistério em cidades pequenas é forte nessa. Há muito mais entusiasmo nos próximos livros (nos livros 8 ou 9, a série desaparece rapidamente). É realmente tudo sobre Eric Northman para mim.
Comentário deixado em 05/18/2020
Nic Yukilal

Quando li pela primeira vez a premissa do livro, achei que era um pouco intrigante. Nada que eu me apressasse para ler e ler imediatamente, mas ainda o suficiente para colocar na minha lista de leitura. Agora que li, quero meu cérebro de volta. Eu gosto da ideia de que os vampiros são uma parte conhecida do mundo humano. Eu realmente faço. Eu gostei de Sam, sobre o único personagem em todo o livro que eu gostei, e como Harris o explicou. Eu só acho que demorou muito tempo para ela revelar tudo e entender seu ponto de vista.

Eu amo romances de vampiros e romances de vampiros, eles são tudo o que eu praticamente tenho lido ultimamente, mas este apenas não parecia ter a centelha necessária para manter meu interesse. Muitos erros de digitação, palavras aleatórias ausentes e erros gramaticais. Vou deixar isso para o editor, mas esse não foi o único problema que tive. Eu simplesmente não conseguia me conectar com o personagem principal, Sookie. Ela pode ter sido virgem, mas não deveria ter sido tão ingênua como Harris escreveu para ela. Ela tem 25 anos e trabalha em um bar e tem a capacidade de ler mentes, que nem sempre pode controlar. Isso por si só deveria ter lhe ensinado mais sobre o mundo do sexo do que ela parecia saber. Ela não era uma pessoa protegida, então eu realmente não sei como ela poderia ter sido tão ingênua sobre tudo isso, especialmente quando ela sabia o quão promíscuo era seu irmão.

E quanto às pessoas que dizem que é tudo o que este livro teve, não é realmente. As poucas cenas de sexo que foram escritas pareciam uma péssima ficção de fãs. Você quer sexo e vampiros? Leia a série Anita Blake de Laurell K. Hamilton. Dead Até Dark mal merece as duas estrelas que eu dei, e isso foi apenas para Sam, o único personagem real em todo o livro.
Comentário deixado em 05/18/2020
Ephrayim Ranos

4/18/19 - Então, eu o ouvi novamente e não fiquei tão impressionado quanto antes. Certas coisas meio que me irritaram desta vez, mas ainda assim foi divertido revisitar o início desta série.

Buddy leu a partir de 29 de dezembro com Sarah, cheio de conchas, Evgeny, Karly, Jess, Allison, Catherine Monty Cupcake.

Discussão

Revisão de 2014:
Esta revisão também pode ser encontrada em Vida aleatória de Carole.



5 Estrelas!

Quando vi que alguns de meus amigos da Goodreads estavam organizando uma leitura deste livro, aproveitei a oportunidade para participar. Realmente não sei por que amo tanto este livro. Na verdade, ele tem alguns problemas e eu os vejo, mas simplesmente não me importo. Eu amo este livro de qualquer maneira, apesar de todas as suas falhas. Esta foi realmente a quarta vez que li este livro. Qualquer livro que eu possa ler depois de ler 4 vezes merece 4 estrelas na minha opinião.

Comecei a ler esses livros antes da produção da série HBO. Quando vi o programa pela primeira vez, lembro-me de pensar que muitos dos atores pareciam errados para os personagens que eu havia criado em minha mente. Achei divertido nesta releitura do livro que só consegui pensar nos personagens da televisão. Gostaria de avisar a quem decide ler esses livros porque gosta da série de televisão de que são realmente duas coisas muito diferentes. A primeira temporada do programa segue muito bem este livro, mas depois disso são duas histórias diferentes que compartilham os mesmos personagens.



Como mencionei anteriormente, vi alguns problemas com este livro. A escrita não é espetacular de forma alguma. A escrita parece muito simples para mim. Eu realmente desejei que o livro se concentrasse nas coisas interessantes que aconteciam na vida de Sookie, não nas coisas cotidianas, como limpeza. Às vezes me sinto um porco total quando olho em volta da minha casa bagunçada e leio sobre Sookie limpando a dela. Eu realmente não quero ouvir sobre limpeza. Também não senti muita química entre Bill e Sookie. Quando eles começaram a dizer que se amavam, eu pensei que era um pouco repentino e, para ser sincero, eu só não vi. Este livro também parecia um pouco datado para mim. Quando Sookie está se preparando para Bill aparecer, ela coloca o cabelo em um clipe de banana. Lembro-me de usar um clipe de banana no cabelo durante o final dos anos 80 e começo dos anos 90, mas não acho que alguém os estivesse usando em 2001.

Apesar desses problemas, ainda posso encontrar muito o que amar dentro deste livro. Eu me apaixonei por personagens há muito tempo e entendo que essa releitura do livro provavelmente foi fortemente influenciada por isso. Eu realmente gosto de Sookie. Gosto que ela pense em sua telepatia como uma deficiência, em vez da superpotência que a maioria das pessoas consideraria. Ao ler o livro, você percebe o quão horrível seria realmente ser capaz de ler a mente de outras pessoas. Sookie analisa bastante este livro e eu realmente pensei que ela lidava com a maioria das coisas muito bem. Ela exige economia de tempos em tempos, mas também não tem medo de entrar em situações perigosas.



Eu pensei que as cenas com Eric eram maravilhosas neste livro. Sou muito parcial com Eric. Não posso evitar e realmente não quero. Sam foi ótimo nesse livro, mas eu queria dar um tapa nele por finalmente perceber Sookie depois que Bill demonstrar interesse. Eu pensei que era muito realista, porque as pessoas fazem isso o tempo todo, mas eu ainda queria dar um tapa nele, porque eu odeio quando isso acontece. Eu realmente me diverti lendo sobre todos esses personagens e apenas lembrando como esses livros me trouxeram para o mundo deles anos atrás. Eu acho que alguns dos livros posteriores da série são mais fortes do que este.

Eu recomendaria este livro a outras pessoas com a explicação de que elas são bem diferentes da série HBO. Este livro é realmente uma leitura rápida e fácil, que pode ser muito divertida. Este livro é realmente apenas doce em forma de livro. Nada sério, nada substancial, mas muito divertido.



Minha revisão perspicaz de 2011:
Gostei deste livro. Foi uma leitura rápida, fácil e divertida. Estou interessado em ver a série da HBO depois de ler este livro.
Comentário deixado em 05/18/2020
Saimon Catto

Linha de Abertura:"Eu estava esperando o vampiro por anos quando ele entrou no bar."

Eu devo ser uma das últimas pessoas no planeta a ler Dead After Dark. Eu também não tive a chance (ainda) de assistir True Blood, embora, como tenha sido por toda a mídia, eu tenha uma boa referência visual para os personagens aqui sem realmente precisar comparar os dois. Eu era capaz de seguir em frente. E que passeio, eu posso definitivamente ver agora o que todo esse barulho tem sido.

Honestamente, eu tive dificuldade em colocar isso para baixo. Harris criou a mistura perfeita de romance paranormal, mistério e ação. Com personagens e situações interessantes e engraçadas, e um enredo absorvente e em movimento rápido. A opinião dela sobre a sociedade vampírica é nova e fascinante, e eu apreciei como éramos continuamente lembrados de que, apesar de "sair", os vampiros ainda são predadores.

Também achei Sookie incrivelmente identificável, apesar de sua “deficiência” e circunstâncias sobrenaturais. Harris apenas tem um jeito de fazê-la se sentir toda garota ao lado, para que descubramos tudo junto com ela. Também adorei o retrato de Harris da pequena cidade dos Estados Unidos e, nesse caso, são clientes únicos de bares que eu senti que conhecia. Isso pode ser em parte porque eu sou de uma cidade pequena e também participei de coquetéis por anos, então os personagens me pareciam familiares. Seja qual for o caso, estou feliz por finalmente ter lido esta série.

Sookie vive no mundo real da pequena cidade da Louisiana. Ela é uma bonita garçonete de coquetel, mora com a avó e, por causa de sua "incapacidade" telepática, mantém para si mesma. As pessoas em Bon Temps tendem a pensar que Sookie é um pouco louca, porque ela sabe coisas que não deveria e age de maneira estranha enquanto sua "guarda" mental está ativa.

Tudo muda no dia em que Bill entra em seu bar e pede uma garrafa de sangue sintético. Bill é um vampiro e desde que eles entraram na sociedade, ela queria conhecer um. Para tornar as coisas ainda mais interessantes, Sookie não consegue ouvir uma palavra que ele está pensando, Bill pode ser o par perfeito, exceto, é claro, pelo fato de que ele está morto.

Infelizmente, logo após a chegada de Bill, as pessoas começam a aparecer mortas, em especial as garçonetes. Depois de um ataque na casa da avó, Sookie teme que ela seja a próxima. Depois, há o assustador grupo de amigos de Bill, os recentes avistamentos de Elvis, o comportamento ilícito de seus irmãos e, de repente, seu chefe também não é quem ele parece ser.

Então, como eu disse que realmente gostei disso, as cenas de amor são cheias de vapor e sujas (pense ao ar livre, lama e coberto de sangue sujo) e Bill bem, ele é delicioso em um menino mau e perigoso, que quer escovar seu cabelo de um jeito ou de outro. O aspecto do romance aqui foi muito bom. Eu também gostei muito do personagem de Sam e apreciei como seu verdadeiro eu não foi revelado imediatamente. Bubba foi outra pequena adição impressionante e os muitos habitantes da cidade e suas idiossincrasias foram fantásticos.

Há alguns momentos surpreendentes aqui e eu nunca soube onde as coisas iriam depois. Embora eu seja honesto, tive dificuldade em manter claro quem era quem. Obtendo muitos dos (muitos) personagens secundários misturados, de modo que, mesmo no final quando o assassino foi revelado, eu tive que voltar atrás para descobrir quem era. Como ex-garçonete (que Harris também deve ter sido ao mesmo tempo), achei as cenas do bar realistas e divertidas. Não posso recomendar este o suficiente.
Comentário deixado em 05/18/2020
Australia Rauser

#1 Dead Until Dark ★★★.5
#2 Living Dead in Dallas ★★★★
#3 Club Dead ★★★★★

This was pretty exotic stuff for a telepathic barmaid from northern Louisiana.
Como muitos, eu peguei o primeiro Sookie Stackhouse anos atrás, na minha adolescência, quando a fantasia paranormal era toda a mania e eu não conseguia me cansar daqueles vampiros sexy e pensativos. Você sabe como é. Lembro-me de amar este livro naquela época e gostar de Bill Compton excepcionalmente, mas por qualquer motivo, nunca continuei realmente com os livros da época.

Recentemente, decidi que seria divertido reler este e continuar a série, então aqui estamos. O que mais me surpreendeu foi o quão diferente Bill estava das minhas lembranças! Teen Destiny definitivamente pensou que ele era um cavalheiro pensativo, estóico e protetor, mas Destiny adulto apenas o acha um pouco de porco, francamente - e chato como o inferno. Dê-me literalmente qualquer um dos seus interesses amorosos em potencial que não sejam Bill, por favor. ? (De preferência Sam - ele me entediava quando criança, mas como adulto? *desmaio!* Mesmo se houvesse a coisa toda espreitando-de-Sookie-nua ... quem não é um pouco esboçado nesta série? Droga!)

Não conheço todos os spoilers desta série, mas sei o suficiente que estou realmente empolgado para ver como Sookie chegará a determinadas situações, então devo dizer que, apesar de não ser tão bom quanto eu me lembrava, (e a escrita em si também não é tão agradável quanto antes), estou muito intrigado e empolgado em pegar o livro 2!
Comentário deixado em 05/18/2020
Donia Mitrani

Vamos esclarecer uma coisa ... Sookie Stackhouse não é Bella Swan. Você pode ter lido as inúmeras críticas que listam as semelhanças entre os romances de Charlaine Harris e a Saga Crepúsculo, e posso garantir que a maioria deles é verdadeira. Harris se refere aos seus vampiros "brilhantes", Bill bebe sangue sintético, Sookie pode ler mentes ... a lista continua.

Mas, depois de terminar este livro, o que posso garantir é que, de muitas maneiras, esses livros são tão completamente diferentes que não têm comparação. Os romances de Sookie Stackhouse são divertidos e cheios de ação, onde Crepúsculo é contemplativo com um enredo mais contido. Nenhum deles é melhor ... eles são apenas diferentes.

O que eu mais gostei em Dead Before Dark é o incrível ritmo de quebrar o pescoço da trama. Era como assistir a um filme de grande sucesso e realmente não levou muito mais tempo do que isso para ler. Harris enfia os ganchos da história habilmente. Quando você chegar ao final de um capítulo, ela escreverá algo para parar seu coração no peito. Você literalmente tem que virar a página para descobrir mais.

A outra grande força deste romance é Sookie. Ela é uma das personagens mais divertidas. Ela é excêntrica, é muito esperta e eu amei poder entrar em sua mente. Eu teria tomado Sookie com coisas duras sobre Bella qualquer dia.

Mas Bill não é comparável a Edward. Ele é QUENTE e exala aquela imagem sexy de bandido, mas eu simplesmente não sei se 100% acredito que ele ama Sookie. Eu sei que o personagem dele é rígido e pouco comunicativo, mas achei um desafio aquecê-lo tanto quanto fiz com outros heróis românticos. Ele realmente não tem o 'fator de desmaio' que Edward tem.

Continuarei absolutamente lendo esta série com grande prazer. Eu quero saber o que acontece com Sookie ... secretamente espero que ela morra com Sam. Isso é pedir muito?

Os leitores devem ser avisados ​​de que este romance é bastante violento. Ele também discute questões que alguns podem achar perturbadoras e perturbadoras (incesto, etc.). Para leitores mais conservadores, esteja ciente de que existem várias cenas de amor explícitas.

Eu certamente recomendaria este livro para os fãs de Twilight que procuram uma série agradável de vampiros.
Comentário deixado em 05/18/2020
Orford Vascocu

Estou nessa pequena minoria de leitores de fantasia urbana que não leu esta série nem assistiu True Blood, o programa de televisão baseado nesses livros. Depois de ler esta história, não tenho muita certeza do que se trata, mas estou intrigado o suficiente para continuar.

Sookie Stackhouse é garçonete no Merlotte's, na pequena cidade de Bon Temps, na Louisiana. Ela tem o que chama de "incapacidade", simplesmente uma "habilidade" telepática. Sim, ela pode ouvir os pensamentos das pessoas (com algumas exceções). Quando Bill Compton aparece no bar, Sookie rapidamente o reconhece como um vampiro e forma uma amizade com ele. Neste mundo, os vampiros estão "fora" e vivem entre os humanos. Existem outros aspectos deste mundo que são únicos, mas deixarei isso para descobertas pessoais. As coisas se tornam interessantes quando parece que há um serial killer em geral e os vampiros se tornam os principais suspeitos, especialmente Bill.

Gostei da história, não a amei. Harris fornece um nível de detalhe descritivo que achei tedioso até ouvir uma parte da versão em áudio, recomendada por um amigo da GR. É evidente que essa história foi escrita especificamente para a personalidade do personagem e das pessoas da cidade e, em seguida, fez sentido. Eu li o resto do livro com a voz do narrador na minha cabeça e isso fez uma grande diferença. Vou continuar a série, mas apenas ouvindo a versão em áudio. Eu não acho que o assassino e, raro para mim, não me importei porque havia muita coisa acontecendo.

Gostei de Sookie, seus amigos, conhecidos e colegas de trabalho e quero ver para onde ela vai daqui. 3.5 estrelas
Comentário deixado em 05/18/2020
Jabon Zani

Morto até escuro (Sookie Stackhouse, # 1), Charlaine Harris
Dead Before Dark, publicado em 2001. Dead Before Dark, como o restante da série a que pertence, é narrado por Sookie Stackhouse, uma garçonete telepática da pequena cidade fictícia de Bon Temps, na Louisiana, não muito longe da cidade não-fictícia de Shreveport. É ambientado no início dos anos 2000, aproximadamente na mesma época da publicação do livro. No mundo do romance, os vampiros (e outras criaturas sobrenaturais) são uma realidade. Sookie Stackhouse se apaixona pelo vampiro Bill Compton, que ela conheceu no restaurante em que trabalha, Merlotte's, de propriedade de Sam Merlotte. Em algum momento do passado recente, Sookie nos diz que a invenção do sangue sintético, chamada Tru Blood, tornou desnecessário que os vampiros se alimentassem de seres humanos para sustentação, permitindo assim que a comunidade de vampiros subterrâneos do mundo anterior revelasse sua existência aos seres humanos. Também relevante para o desenvolvimento da trama é o fato de que o sangue de vampiro acelera a cura, aumenta a força, melhora a libido e torna a pessoa que a bebe mais bonita.

تاریخ نخستین خوانش: روز بیت e هفتم ماه سپتامبر سال 2016 میلادی
عنوان: مرگ تا تاریکی; نویسنده: چارلين (شارلین) هريس; مترجم: ريتو بحری; ویراستار: اصغر اندرودی; کرج: در دانش بهمن, 1394; در 471 ص; شابک: 9789641741701; موضوع: دایتانهای نویسندگان ایالات متحده امریکا - Quarta-feira 21

-سوکی استاکهاوز پیشخدمتی ساده e نیمه وقت در شهر کوچک لوییزیانا است - البته فقط به خاطر «ناتوانی» اش. او قادر است ذهنها را بخواند. اما وقتی بیل کمپتون به زندگیش پا میگذارد. او حتی یک کلمه از افکارش رانمیتواندبخواند- و سپس یکی از همکارانش به قتل میرسد. شاید انتخاب, خون آشام به عنوان دوست, معشوق, فکر چندان خوبی نباشد ... ... ا. شربیانی
Comentário deixado em 05/18/2020
Wilkison Cumbie

2019 Re-Ler

Não sei como as outras pessoas lidam com o estresse, mas minha diversão favorita é reler livros que sei que gostarei. Quando minha vida é incerta, adoro a certeza de um livro divertido. Então, ao me preparar para grandes mudanças na vida, peguei Morto até escuro algumas noites atrás e me vi completamente imerso na vida de Sookie Stackhouse em Bon Temps, Louisiana. Como você pode não se divertir em uma cidade chamada Good Times? É bobo, divertido tipo novela.

Como Sookie sabe uma coisa ou duas sobre as mudanças na vida, comecei a me perguntar se não era por isso que eu havia me concentrado nessa série em particular. Neste primeiro livro, nós a encontramos quando ela ainda é uma pessoa comum. Ou pelo menos tão comum quanto uma empregada de bar telepática em uma cidade pequena. Esta é a primeira parte das mudanças que abrem sua vida, dando-lhe acesso a um mundo totalmente novo do qual ela não tinha conhecimento anteriormente.

Eu amo a primeira frase: Eu estava esperando o vampiro por anos quando ele entrou no bar. Bem, estou esperando há anos pela aposentadoria e vou conseguir em breve. Enquanto assisto Sookie mudar e se adaptar à medida que o mundo dela se abre, sinto que posso mudar e me adaptar também, e me adaptar a essa nova realidade.

****
Revisão original

Então, finalmente, eu conheço Sookie Stackhouse. Estou atrasado para a festa há cerca de 15 anos, mas realmente gostei de conhecê-la. Eu terminei o livro em uma noite e, felizmente, poderia ter me virado e lido novamente imediatamente. Na verdade, voltei e li minhas seções favoritas novamente.

Eu achei Sookie um personagem principal inteligente e mal-humorado. Em vez de sua telepatia ser uma vantagem, ela achou o máximo em distrair, quase como uma dificuldade de aprendizado. Então, quando ela encontra o vampiro Bill e descobre que não consegue ouvir os pensamentos dele, fica imediatamente impressionada. Eu amei sua independência - ela faz seu próprio trabalho sujo, na maioria das vezes, sem depender de seu chefe, Sam, ou de seu irmão Jason, para socorrê-la.

Bill é um vampiro interessante, na medida em que é tão diferente de todos os Senhores das Trevas que geralmente se depara com ficção. Aqui está um cara que voltou para sua antiga cidade natal e que parece querer nada mais do que voltar à vida no sul da pequena cidade. Nesse sentido, seu vampirismo é uma deficiência, trazendo consigo responsabilidades e relacionamentos indesejados.
Então, existe algum futuro para este casal humano-vampiro? Percebo que há muito mais livros e, depois de ter esvaziado minha pilha atual de livros da biblioteca, pedirei ao segundo que os verifique.
Comentário deixado em 05/18/2020
Audi Bowey

Então, o que posso dizer? Eu gostei do livro, mas em prazeres culpados, meio que envergonhados em admitir isso. Vamos admitir - isso não está bem escrito, mas é rápido, leve e divertido, e há algo a ser dito sobre isso.

Dito isto, eu realmente não gostei da voz de Sookie. Achei isso bastante irritante desde o início. E o diálogo - ugh, quem fala assim? E se as pessoas realmente falam assim, fico feliz por não as conhecer.

E não há muito desenvolvimento de personagens para falar. Sookie é irritante em sua chamada ingenuidade. Pareceu-me um drama fabricado. Quero dizer, ela acusou Bill de ser quente e frio, mas, realmente, Sookie estava em todo lugar. Ela o ama, o odeia, não está falando com ele, precisa dele - e sobre coisas triviais e bobas. Fale sobre alta manutenção.

E Bill é bastante unidimensional. "Sou violento, Sookie, mas nunca vou machucá-lo." E essas roupas?

Por falar em roupas - eu não precisava saber sobre a estampa do vestido de Sookie, ou se ela lavou o cabelo e se barbeou naquele dia no chuveiro. Realmente, existem alguns detalhes que são apenas estranhos. (Sem mencionar que o senso de moda dela parece preso nos anos 80. Se você vai falar sobre roupas, então fale sobre roupas, dahling.)

Enfim ... a coisa toda com Sam também era bem óbvio.

Erm, no que diz respeito aos personagens, gostei da vovó, e todos os demais (bem, inclusive ela, na verdade) pareciam um pastiche.

Na verdade, acho que a melhor maneira de dizer é como ler uma novela. Melodrama exagerado, com personagens finos e diálogo horrivelmente ruim.

Não me vejo continuando com a série.

Ah, mas eu tenho que dizer, toda a "coisa de RP" sobre ser um vírus. Ok - eu poderia comprar que as pessoas comprariam que existe um vírus que faz com que as pessoas evitem o sol e sejam alérgicas ao alho, ou qualquer outra coisa ... mas o vírus também faz seus corações pararem e viverem para sempre? Realmente? E o fato de Sookie se surpreender ao descobrir que é sobrenatural? Ugh!

Eu provavelmente classificaria isso mais baixo, porque era horrivelmente escrito e ridículo, mas eu gostei, caramba ... então leve para o que vale a pena.

Deixe um comentário para Morto até escuro