Casa > Ficção > Itália > PictureBooks > A praia à noite Reveja

A praia à noite

The Beach at Night
Por Elena Ferrante Mara Cerri, Ann Goldstein,
Avaliações: 29 | Classificação geral: média
Excelente
3
Boa
8
Média
8
Mau
6
Horrível
4
Elena Ferrante volta a uma história que animou o romance que considera um ponto de virada em seu desenvolvimento como escritor: "The Lost Daughter". Mas desta vez a história toma a forma de uma fábula infantil contada do ponto de vista da boneca perdida (roubada!), Celina. Celina está tendo uma noite terrível, cheia de ciúmes do novo gatinho Minu, sentimentos de

Avaliações

Comentário deixado em 05/18/2020
Vallie Buchli

Esta poderia ser uma história alternativa do que acontece com a boneca em A filha perdida, abandonado na praia depois de um passeio em família pelo dono de uma menininha. Exceto que aqui, a boneca (fêmea, é claro) é ameaçada por um beachcomber masculino, que vê o valor, não na boneca de plástico que ele considera inútil, mas nas palavras que saem de sua boca, palavras valiosas que ele deseja. roubar e vender no mercado. Hmmmm…
Comentário deixado em 05/18/2020
Cila Caughell

Eu estava querendo ler histórias mais longas para a minha filha de 4 anos, mas quando experimentei um livro de capítulos, ela perdeu as fotos, então essa foi uma boa para começar. Foi assustador e interessante, e provavelmente há alguns de vocês por aí segurando as pérolas que eu li para uma criança em idade pré-escolar, mas embora isso provavelmente seja comprado por muitos fãs adultos de Ferrante, é definitivamente um livro infantil. Embora Ferrante não tenha dominado a forma da mesma forma que o romance, essa é uma leitura que vale a pena e foi agradável para mim e minha filha.

Atualização: Eu li alguns outros comentários, e parece que existem alguns que também considerariam o conteúdo deste livro ... maduro para crianças. É realmente injusto ver este livro como um caso de teste para saber se as crianças devem ler livros assustadores, mas sim, devem. Se eles quiserem. Nos últimos meses, observei com fascínio que minha filha gosta de ficar um pouco assustada. Fomos ver os Caça-Fantasmas, e foi como se ela enfrentasse o medo pela primeira vez e estivesse tão interessada em como isso a fez sentir que queria vê-lo repetidamente. O medo é uma emoção complexa e a cultura pop - livros, filmes - é um espaço seguro para explorar esses sentimentos na medida de nossas respectivas zonas de conforto. Fico feliz em ver um livro infantil que não tem medo de ir a lugares sombrios em busca de idéias interessantes. Não é para todos, mas eu gostei.
Comentário deixado em 05/18/2020
Bethanne Weston

estrelas 4.5
The Beach at Night é um livro ilustrado para jovens leitores da autora italiana Elena Ferrante. Leitores familiarizados com a novela adulta de Ferrante, A Filha Perdida, reconhecerão os ossos dessa história nessa história. Quando o pai de Mati, de cinco anos, traz para ela uma gata em preto e branco chamada Minù, ela é tão tomada por seu novo animal de estimação que Mati acidentalmente deixa sua boneca Celina para trás na praia. Deitada na areia quando a noite cai, Celina espera que alguém volte para ela, mas ninguém o faz. Quando o Atendente Malvado da Praia do Pôr-do-sol vem junto com o Big Rake, Celina fica assustada. Mas esse homem assustador não é a única coisa com a qual ela terá que lidar durante a noite na praia.

A história de Ferrante tem todos os elementos essenciais de uma história infantil: aventura, perigo, um pouco de magia e um final feliz com um toque fofo. Todas as coisas importantes estão em maiúsculas e há uma deliciosa prosa descritiva: “The Storm é uma mulher de vestido longo azul escuro. Ela usa uma coroa de raios na cabeça e tem uma voz estrondosa, porque os Thunderclaps saem continuamente de sua boca larga ”. Mara Cerri fornece ilustrações sugestivas e um tanto assustadoras, enquanto o texto é traduzido por Ann Goldstein. Um livro que encantará leitores mais jovens e mais velhos.
Comentário deixado em 05/18/2020
Placidia Naushad

Esta é a tradução em inglês de uma história infantil do aclamado escritor italiano, Elena Ferrante, como contou a boneca Celina, inadvertidamente deixada na praia quando a família volta para casa. À medida que a luz diminui, a boneca se torna mais ansiosa e solitária; há a noite para enfrentar, um ogro na forma de um atendente de praia malvado com seu ancinho, um incêndio, uma tempestade e as ondas quebrando. Um salvador improvável encontra a boneca e a reúne com a garotinha desconsolada.

O que eu realmente amei foram as ilustrações de página inteira de Mara Cerri, as cores suaves e as expressões de olhos arregalados que dão uma qualidade de sonho. Nenhuma arte de mangá aqui.
Comentário deixado em 05/18/2020
Bore Kamla

O final foi um desperdício de todas as idéias que ela começara a desenvolver - as melhores eram as palavras, a narrativa. Eu esperei muito tempo por isso, decepcionado.
Comentário deixado em 05/18/2020
Harman Dallaire

Essa é estranha. Embora seja um pequeno livro de gravuras, acho que serão os leitores de Ferrante que o procurarão. A história é sombria e estranha, mas não muito mais do que O soldado de estanho constante. Embora as crianças encontrem apelo na história de Celina, a boneca perdida, idiomas como "eu tenho uma merda", "feio como o inferno" e "fazer xixi nos pés com seus peitinhos" provavelmente o destinam. para as prateleiras para adultos da biblioteca, com Vá dormir, foda-se e O primeiro livro de Trump de uma criança. Ficarei curioso com o que outros bibliotecários têm a dizer.

Editado para adicionar: Também vale a pena ler - esta revisão do NYT que aborda as diferenças entre os livros de figuras européias e americanas, as opções de tradução para este livro e o contexto dos outros livros de Ferrante.
Comentário deixado em 05/18/2020
Gayner Flude

Hmmm, estou perdida com este. Não sei qual público Ferrante tinha em mente, mas para mim este livro não é para crianças (pequenas). Eu não leria para minha filha, para ser sincero. A parte da praia à noite é escura e assustadora, até nojenta (a palavra roubar Hook pendurada em um fio de saliva) e o final de repente é muito doce. Eu meio que me pergunto qual é o sentido de toda a história. E não posso dizer que gostei muito das fotos. Isso me lembra um pouco o estilo de N. Gaimen, mas menos a sensação mágica.

"Se pessoas ou coisas ou criaturas feias se comportam de maneira grosseira, nós [a boneca e a garota] gritamos com eles e eles pararam. Mesmo quando os meninos queriam nos bater, beijam-nos, veem nossas cuecas, fazem xixi nos pés com seus pezinhos, nós sabíamos que venceríamos no final ". Uh o quê?
Em suma, Ferrante deve se dedicar à escrita para adultos. Ela é muito melhor nisso.
Comentário deixado em 05/18/2020
Rosenwald Newcomer

Vi este livro na biblioteca e o peguei para ler para meus netos. Parece um livro infantil, mas definitivamente não é adequado para ler para crianças pequenas (paramos algumas páginas). É absolutamente estranho e tem uma linguagem adulta e coisas grosseiras. Até as ilustrações são assustadoras. Eu não recomendaria este livro para adultos ou crianças.
Comentário deixado em 05/18/2020
Bausch Bulls

Bom Deus. WTF foi isso ?!

Eu estava navegando pela seleção de e-books na biblioteca local e me deparei com este livro. A premissa parecia um pouco interessante, e era curta, então eu pensei em tentar.

Infelizmente, este é um livro que tenta muito ser algo que acaba sendo uma grande bagunça. As ilustrações são assustadoras e básicas, a linguagem definitivamente não é para crianças pequenas (a menos que você esteja disposto a ler livros com a palavra "merda" nas histórias), e a coisa toda é tão assustadora que eu não seria surpreso se eu tiver pesadelos. Sério ... o vilão tenta roubar as palavras da boneca basicamente cuspindo em sua boca. Bruto.

Minha biblioteca colocou isso na seção infantil. Eu moro em uma área conservadora, onde um conselho escolar local gastou mais de um milhão de dólares tentando proibir inocentes pequenos livros ilustrados que mostravam pais homossexuais. Eu não acho que eles se divertem muito que isso tenha sido colocado nos caminhos das crianças (mas eu meio que estou ... * risada malvada *).

Escolha este por sua conta e risco.

Momento citável:

While I rise toward the surface, hanging from my own words, I hear the spiteful voice of the Mean Beach Attendant of Sunset singing at the top of his lungs:

The tongue I slice
Right off, in a trice
The names I seize
With the greatest of ease
Together we sing
Treasure for a king
For affection I pine
On delight I dine
Your heart I'll shred
Until it's dead.

Recomende para: alguém que você realmente não gosto

http://theladybugreads.blogspot.ca/20...
Comentário deixado em 05/18/2020
Barbee Feltenberger

Conto impar e escuro ilustrado de uma boneca perdida na praia. Eu pensei que poderia ler The Beach at Night em voz alta no meu programa Storytime para adultos, mas é um pouco demais até para mim. Eu não consigo me ver cantando "Abra sua boca / eu caguei para o seu craw / Beba xixi / Beba para mim" para uma audiência. Passar.
Comentário deixado em 05/18/2020
Haynor Berkenbile

Se você gostou de Tim Burton's A morte melancólica de Oyster Boy, então você gostará deste livro. Na minha opinião, é melhor.
Comentário deixado em 05/18/2020
Fernande Salvador

Eu nem tenho certeza do que dizer sobre isso, exceto que há uma razão pela qual eu não gosto de bonecas quando adulto ... este livro exemplifica isso. E, definitivamente, não é para crianças!
Comentário deixado em 05/18/2020
Ber Kukowski

Não sei para quem este livro foi destinado (faixa etária). Tinha algumas palavras que, na minha opinião, não eram adequadas para crianças. E eu não sou um "fuddy-duddy". Foi contada como uma história para crianças ... então talvez esse fosse o seu público-alvo (tinha um final feliz). Eu estarei interessado em ler as opiniões de outras pessoas sobre este - talvez haja algo que me escapou.
Comentário deixado em 05/18/2020
Hew Quesnell

Tão angustiante e vil quanto os livros ilustrados podem ter. Não é adequado para crianças, apenas para adultos. Uma representação mais condensada e mais cortante dos temas de 'Amigos Brilhantes', mostrando como é para uma mulher flutuar sem rumo, sem agência em um mundo de homens que quer silenciá-lo, fazer violência contra você e lucrar com o processo. O final feliz não faz nada para entediar o que vem antes.
Comentário deixado em 05/18/2020
Marcille Jurries

Adorei essa história, porque me acostumei com o estilo de Elena Ferrante, mas devo dizer que, para as crianças, é uma história que carrega consigo imagens e momentos sombrios ... Ainda assim, muito bonito e com excelentes ilustrações.

Maria Carmo,

Lisboa, 9 de outubro de 2017.
Comentário deixado em 05/18/2020
Isac Dugas

Eu estava em conflito sobre se eu queria marcar este livro como lido. Com pouco mais de 40 páginas (20 páginas de texto e 20 ilustrações de página inteira), este parece ser um livro infantil. No entanto, Ferrante revive a montagem da boneca abandonada que está no início de seus romances napolitanos, exceto que aqui há uma garota que se distrai com seu novo gatinho e esquece sua boneca na praia. Durante a noite, a boneca é coletada por um beachcomber que rouba suas palavras e seu nome e, em seguida, tenta destruí-la quando seu valor se esgota.
A escuridão desta história, combinada com as ilustrações sombrias que acompanham o texto, não é o que eu consideraria a literatura infantil clássica, exceto que os contos de fadas que costumamos elogiar também incluem temas sombrios de madrastas más que procuram destruir garotas bonitas ou comer meninos. portanto, Ferrante não estaria errado em dizer que uma história tão distorcida pode ser divertida para jovens leitores. No entanto, a linguagem profana e sugestiva faz a distinção de que este é um livro sobre o qual devemos ser advertidos.
Em algum momento, quero ler tudo o que Ferrante escreveu e talvez seja necessário criá-lo por completo.
Comentário deixado em 05/18/2020
Horwitz Bresnahan

Este livro é estranho. Gosto da estranheza por ser um livro infantil assustador e sombrio (veja: Coraline, para crianças mais novas) e por ter apelo cruzado para adultos (ver: Coraline, novamente). No entanto, alguns pais americanos estão irritados porque o livro inclui a "palavra S" e uma referência às regiões inferiores dos meninos. Não tenho problemas com isso, mas acho que é problemático porque nenhuma dessas palavras era tão explícita no italiano original. Em vez da palavra "s", o original de Ferrante era mais equivalente ao nosso "poo-poo" bobo etc. Não entendo por que o tradutor tomaria essas decisões para um livro infantil quando ele nem sequer é fiel ao original.

De qualquer forma, espero que haja mais livros infantis sombrios aqui do que na Europa. Este tem um final muito feliz, até! Nossos filhos sabem que o mundo é assustador. Livros como este, eu acho, podem trazer conversas valiosas. Além disso, eles são apenas divertidos.
Comentário deixado em 05/18/2020
Costanzia Frewing

https://jessicantdoit.wordpress.com/2...

Uma pequena história realmente assustadora sobre uma boneca abandonada na praia. É difícil acreditar que isso seja direcionado às crianças, porque há algumas palavrões espalhadas por todo o livro e a história em si é bastante perturbadora. Além da palavrinha estranha, ela está escrita como seria de esperar de um livro infantil, e tem elementos mágicos que envolvem palavras e tem um final "feliz" agradável, e essa foi a parte mais infantil. Adorei a obra de arte, ela foi extraordinariamente peculiar e fiquei ainda mais intrigada com Elena Ferrante!
Comentário deixado em 05/18/2020
MacLean Krzal

Não sei por que este livro está disponível na seção infantil da minha biblioteca. Está claramente escrito para leitores adultos, e não está escrito para se conectar com crianças ... Se alguma coisa fizer com que elas inclinem a cabeça e levantem as sobrancelhas, e se perguntem por que você ainda não parou de ler?
Comentário deixado em 05/18/2020
Zumwalt Mcvaigh

3.5 estrelas (considerando o gênero) arredondadas para baixo.

Que história sombria e sombria para contar às crianças! Estou sozinho pensando que, se o autor quisesse que as crianças soubessem que coisas escuras e escuras aconteciam pouco meninas bonecas se forem deixadas sozinhas na praia à noite, ela não deveria ter terminado a história com um feliz para sempre?

Ou existe alguma regra que eu não conheça? Só podemos mostrar-lhes as trevas do mundo se então cegarmos a verdade?
Comentário deixado em 05/18/2020
Kammerer Cocozza

Esta é uma pequena história bastante sombria de um brinquedo perdido que quase é jogado no fogo do lixo e aprende uma importante lição sobre inveja e suposições.

A história é sombria e contém algumas maldições, e as ilustrações têm uma qualidade "assustadora", então crianças muito jovens ou sensíveis não são o público ideal. No entanto, as crianças que adoraram "Coraline" e mídias semelhantes provavelmente gostarão.
Comentário deixado em 05/18/2020
Mathe Soolua

Ferrante nunca pode dar errado, é profundo, emocional e intrigante ... Pode ser pensada como uma história paralela ao que aconteceu com a boneca de A filha perdida ... Sua escrita brilha mesmo em um livro tão pequeno
Comentário deixado em 05/18/2020
Bible Vivion

Eu pensei que isso era ótimo, assustador e sinistro. Pessoalmente, não vejo isso para crianças, mas talvez dependa da criança! Provavelmente é bom dar uma olhada antes de dar a uma criança.
Comentário deixado em 05/18/2020
Nananne Faurote

No que diz respeito às histórias infantis, essa me manteve envolvida. Na verdade, não tenho certeza se isso é para crianças, pois envolve uma linguagem salgada! Era assustador e estranho e eu gostei. Natalie Portman foi a narradora perfeita para essa história, contada do ponto de vista de uma boneca. Ela fez um ótimo trabalho ao retratar o medo e a tristeza da boneca, pois ela é esquecida na praia e deixada para trás.

Deixe um comentário para A praia à noite